Agência faz campanha contra a desvalorização do Designer Gráfico

ooommgggA galera da agência F5 Mídia, do Rio de Janeiro, resolveu fazer uma pegadinha com os designers de plantão. Eles divulgaram uma vaga para Designer em suas redes sociais, sem revelar o salário, e receberam mais de 500 emails de candidatos interessados na vaga, selecionaram 100, que variavam de estagiários a profissionais com mais de vinte anos de experiência.

A proposta era ganhar por mês um valor bem abaixo do piso de um profissional da área. O desafio de ganhar 400 reais por mês foi aceito por 12 designers que responderam o email educadamente aceitando a vaga e apenas dois deles perguntaram se poderia aumentar um pouco a verba.
Alguns dos candidatos se revoltaram respondendo ao email de forma mal educada, inclusive postaram nas redes sociais prints da vaga dizendo estarem abismados. A agência chegou a receber uma ligação de um profissional insatisfeito para afrontá-los.
No momento atual de crise no país e na área, muitos profissionais se propõem a ganhar um valor muito abaixo do que merecem. Profissionais com grande qualificação e vasta experiência acabam não vendo solução e optam por um salário bem mais baixo.

“Vemos muitos casos nas redes sociais de profissionais reclamando de Designers que fazem qualquer job a preço de banana, como por exemplo cobrar 30 reais por um logotipo”, diz Luciana Reis, profissional da área.

“Entendemos que cada caso é um caso. Eu não creio que um profissional cobrar esse valor, esteja desvalorizando a profissão. Muitos se vêem obrigados a reduzir muito seu preço pois, infelizmente, ou aceitam trabalhar nessas condições ou não conseguem pagar suas contas no fim do mês. Acho que um bom profissional não deveria temer essa baixa de preços, não é porque um cobra mais barato que o valor da área passa a ser esse. As empresas sérias ainda sabem reconhecer o profissional e pagar um valor justo por isso. Tem mercado para os que cobram 30 assim para os que cobram 3 mil”, diz Thiago Loures, sócio da agência F5 Mídia.

“Fiquei bastante surpreso com a educação de alguns profissionais. Ao ingressar no mercado de trabalho, meu pai sempre me ensinou que nunca se deve desdenhar de uma oportunidade. Mesmo que não lhe interesse, não deixe de ser grato e educado pois ao desvalorizar a oportunidade que lhe é oferecida você desvaloriza aquele profissional que precisa aceitar”, disse Amaury Gouvêa, um dos sócios da agência.

Claro que não poderiam deixar os candidatos com água na boca, a vaga existe sim e será enviada com valor correto para todos os candidatos interessados. O valor real é de de 2.500 para criação de quarenta artes/posts por mês.

E você? Acha que o mercado está difícil? Comente aqui!

 

Matéria anterior
Pop rock domina lista de mais tocadas em Recife (PE)
Próxima matéria
O desenhista das celebridades internacionais

Mais do É Pop

Menu