Gabily homenageia Valesca Popozuda no projeto “Eternos Clássicos” 

Foto: Felipe Braga

Assunto de prova à tema de mestrado, Valesca Popozuda atravessou a história da música popular brasileira por gerações e classes distintas.

Nos anos 2000, a fundadora do grupo Gaiola das Popozudas revolucionou a linguagem e a dança das mulheres na época. Na carreira solo, em 2013, reposicionou a sua marca e se tornou porta voz da liberdade feminina. Hoje, Valesca é considerada pensadora e referência do funk no país. Por isso, não poderia ficar de fora do projeto “Eternos Clássicos” da cantora Gabily.

A cantora Gabily lançou a sua versão voz e violão de dois sucessos eternizados na voz de Valesca: Agora Eu Sou Solteira e Late Que Eu Tô Passando. Apresentadas nos DVDs da Furacão 2000 “Tsunami” e “Tsunami II” respectivamente, essas duas canções projetaram a funkeira no ano de 2007 em escala nacional.

No início da quarentena, Valesca Popozuda “amadrinhou” Gabily em seu projeto “Putaria Clássica”, em que fez versões acústicas de funks proibidões. Agora, a pupila reverencia a Rainha do Funk no trabalho “Eternos Clássicos”: “Valesca é uma artista muito importante para a minha geração. O jeito como ela se reinventa e permanece em alta ano após ano é surpreendente. É uma mulher guerreira que abriu portas para muitas jovens como eu”.

Assista!

Mais do É Pop

Nenhum resultado encontrado.




Nenhum resultado encontrado.

Olá! Fale conosco pelo WhatsApp!
Olá! Gostaria de falar com vocês pelo whats.
Menu