Influenciadores negros têm menor participação em campanhas publicitárias

Dado é da pesquisa “Um retrato sobre Creators Pretos no Brasil”, primeira realizada com black creators e apresentada pela primeira vez no YOUPIX Summit 2020

Foto: Pexels

Os influenciadores negros têm menor participação em campanhas publicitárias e recebem menos por essas ações. Esses são resultados da primeira pesquisa brasileira do mercado de influência com recorte racial, a “Um retrato sobre Creators Pretos no Brasil”, apresentada hoje durante o primeiro dia da 6ª edição do YOUPIX Summit, maior evento sobre indústria e economia de creators da América Latina.

O painel Black Influence contou com a participação de Lara Lages, líder de projetos na SHARP, e Ricardo Silvestre, fundador do Black Influence, e apresentou pela primeira vez o estudo, que pretende apontar com dados os mecanismos do racismo estrutural no mercado de influência. A pesquisa, realizada pela parceria da SQUID, YOUPIX, SHARP, Black Influence e site Mundo Negro, ouviu mais de 760 creators e é a primeira fase de uma série de ações que o grupo de trabalho ao longo dos próximos meses.

Entre os respondentes da pesquisa, que utilizou os critérios de identificação utilizados pelo IBGE, mais de 22% se consideram pardos e mais de 17%, negros. Ao serem questionados se já haviam participado de alguma campanha de publicidade, cerca de 64% dos respondentes disseram que “Sim”. Porém, no recorte racial, os influenciadores que se consideram pretos tem a menor participação entre as raças: pouco mais da metade já fez alguma campanha, mas a taxa está 17.2% menor que a média das respostas.

O estudo comparou, ainda, a diferença entre as categorias que os influenciadores pretos apontam como sua principal com as categorias que as marcas os contratam para campanhas. Apesar de ser o 11º tema mencionado na lista, o assunto de impacto social (que envolve discurso ativista), esse é o 7º assunto pelo qual são procurados por marcas para ações. O resultado aponta que os criadores pretos ainda são mais contratados para abordar temas que abrangem racialidade e temas correlatos.

Outro resultado apontado pela pesquisa é a diferença de pagamentos entre criadores brancos e não-brancos. Ao comparar a média dos valores mínimos e máximos que os creators receberam em campanhas, existe disparidade entre os valores pagos entre as raças. A média do valor máximo recebido por um creator preto é de R$ 1.626,83, enquanto a recebida por um influenciador branco é de R$ 4.181,01. A diferença é de mais de 50% inferior à média da pesquisa. Quando perguntados se já receberam menos em alguma campanha, mesmo tendo a mesma faixa de seguidores e engajamento semelhante com outro influenciador recrutado, 38% dos influenciadores pretos responderam que “sim”, sendo 16% maior que a média de respostas “Sim” da pesquisa.

A pesquisa completa está disponível no portal http://bit.ly/pesquisablackinfluence. Para participar da YOUPIX Summit, ter acesso à programação completa, a materiais exclusivos e à comunidade de creators da YOUPIX, basta acompanhar pelo link: http://bit.ly/inscricao_summit.

Serviço:
O YOUPIX Summit acontece nos dias 1, 2, 3 e 4 de setembro.
A transmissão do evento será feita TikTok, Youtube e Linkedin da YOUPIX e as inscrições podem ser realizadas pelo link: http://bit.ly/inscricao_summit

SOBRE A YOUPIX
A YOUPIX é uma consultora de negócios para influência e comunicação digital. Nosso papel é acelerar a indústria, através do conhecimento e ferramentas como conteúdo, consultoria, eventos, estudos e relatórios, educação, programas de aceleração e viagens internacionais de estudos.

Mais do É Pop

Nenhum resultado encontrado.




Nenhum resultado encontrado.

Menu