Pedro Pauleey ator premiado no Scene Festival em Maryland é o protagonista do longa Pecado Vermelho

Pedro Pauleey

Pedro Pauleey – Foto: Acervo Pessoal

Pedro Pauleey, ator brasileiro, de Patos de Minas, Minas Gerais, desde muito cedo teve interesse pelos palcos. Com apenas 4 anos de idade, ia aos programas de calouros da Rádio Clube de Patos cantarolar músicas do cantor Jessé, seu ídolo de infância, e aos 16 anos começou no teatro amador. Em meados de 1996, saiu de casa para fazer o seu primeiro curso de atuaçãoem Uberlândia e de lá para a UFOP, na cidade de Ouro Preto, marco inicial de sua carreira no teatro. A estreia na televisão foi com o humorístico Escolinha Maluca (1997 a 2001), veiculado pela Rede Minas/NTV.

Aprovado para o curso de artes cênicas da UFMG e com planos de se mudar para o Rio de Janeiro, em 2001, optou por seguir rumo à Cidade Maravilhosa, inicialmente, com o intuito de se tornar dublador, “profissão que admiro muito desde criança”, conta Pedro. No Rio, fez o curso com as conhecidas diretoras de dublagens Marlene Costa e Fernanda Baronne.

No mesmo ano de sua chegada à capital do Rio de Janeiro, Pedro recebeu o Prêmio de Melhor Ator Comédia pelo espetáculo infantil ‘BRINCANDO COM OS CONTOS’ no Teatro Óperon. Durante o ano seguinte, em 2002, entra para a Cia Ébanos Brilhantes, onde figurou o elenco de Hamlet é Negro sob a direção do mestre Antônio Abujamra. Para o ator esse foi um dos maiores presentes da sua vida! “Com Abujamra aprendi técnicas de atuação que uso até hoje”, conta. Ainda sobre a sua trajetória no teatro, Pedro lembra que na montagem Lisístrata-Sexo, Drogas e Greve, sob direção de Débora Dubois, teve sua participação destacada pela crítica especializada da Revista Isto É- Gente. No teatro também esteve nas montagens: Relatos de Professores (José Sisneiro); Bonitinha, Mas Ordinária (Ana Zettel) e Cães de Rua (Everton Frank).

Pedro Pauleey é finalista, em 2004, no programa Casa dos Artistas no SBT. O programa com direção do grande Nilton Travesso revelava novos atores para o casting da emissora. O reality show marca sua primeira aparição nacional e como consequência do seu elogiado desempenho é convidado, pelo SBT, para o elenco da novela Esmeralda, onde faz o peão Inácio um personagem apaixonado e com muitos toques de humor. Na sequência desse trabalho, na novela Cristal, dá vida à Tico, um jovem negro que foi adotado por uma família de italianos.

“Acho que devem ter gostado de mim”, diz ele com ar de graça. “Com o fim da novela Cristal, o veterano Nilton Travesso me chamou para fazer o personagem Rabo-de-Galo, no sitcom Nina & Nuno, com Adriane Galisteu e Eduardo Martini”

Pedro Pauleey – Foto: Acervo Pessoal

O ator transitou por outras emissoras brasileiras. O personagem Sauro na novela Boogie Oogie de Rui Vilhena, foi sua porta de entrada na concorrida Rede Globo de Televisão. Segundo o ator, essa foi uma grande oportunidade de aprendizado, além é claro, de matar a curiosidade enorme de como era fazer novela na maior produtora de teledramaturgia do mundo. Na Band TV, na minissérie Era Uma Vez…Uma História, foi Francisco Montezuma – o primeiro e único visconde de Jequitinhonha. Na Rede Record, em 2013, fez uma breve participação em Pecado Mortal, novela de Carlos Lombardi. E mais recentemente, na novela Apocalipse.

Pedro Pauleey, tem uma extensa bagagem no cinema. Em ÓDIO, longa-metragem, ainda inédito, remake do sucesso de mesmo nome dos anos 70, estrelado por Carlo Mossy, interpreta Léo. Está no filme Trash do diretor Stephen Daldry, protagonizado por Wagner Moura e Selton Mello e que ainda traz no elenco Martin Sheen e Rooney Mara. No longa, O Lucro Acima da Vida, de Nic Nilson, faz o filho dos personagens de Zezé Motta e Aílton Graça – Clodoaldo, um rapaz que nasceu com paralisia cerebral e tem dificuldades para falar e se movimentar. Sob a direção de Hsu Chien, em Ninguém entra, Ninguém Sai faz uma participação como um motoboy. Em Bom Dia Rio de Janeiro, de Ed Lopez DasSilva, interpreta Daniel, seu primeiro protagonista na telona. No longa PECADO VERMELHO é o protagonista João Pedro. Também está no elenco das produções SOPHIA, Broto Legal, Karsmênia e 4×4, ainda inéditos.

Mais do É Pop

Nenhum resultado encontrado.




Nenhum resultado encontrado.

Menu