Sexta-feira 13: Azar ou apenas lenda?

bubEra para ser um dia comum como qualquer outro, mas uma única data deixa várias pessoas com medo. Fechar negócios ou tomar qualquer decisão é evitado pelos supersticiosos.

Segundo a mitologia, a sexta-feira 13 é apontada como um dia infortúnio e de má sorte. Diversas lendas e crendices rondam essa data e assombram as pessoas que acreditam em destino e pressentimentos. No livro “Eu fui curioso, e você?”, escrito pelo padre Antônio Lorenzatto, relata que Judas Iscariotes, apóstolo que denunciou Jesus, ocupava o 13º lugar no grupo que seguia Cristo, e para completar, ele se enforcou em uma sexta-feira e Jesus foi crucificado nesse dia da semana.

Outra explicação para essa mitologia, diz que o rei Felipe IV da França se sentia ameaçado pelo poder da Igreja, e para mudar a situação, ele teria tentado se filiar à ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, mas sua entrada teria sido negada. Depois disso, ele passou a perseguir os templários numa sexta-feira, dia 13 de outubro de 1307.

No Brasil, as pessoas têm algumas superstições nessa data, como cruzar na rua com um gato preto; quebrar um espelho, que provoca sete anos de azar na vida de quem quebrou; passar por debaixo das escadas.

njnExistem várias outras explicações sobre a origem da sexta-feira 13. É difícil saber qual é correta, ou se todas estão corretas. A única coisa que sabemos é que essa data permanece relacionada a maldições e assombrações.

Mas, para aliviar um pouco a situação, os princípios da numerologia apontam o número 13 como um forte indício de boa sorte. E, aí. O número 13 traz sorte ou azar?

Agora é você quem decide!

Por Guilherme Suri Galdino

 

Matéria anterior
12 momentos que gostaríamos que tivessem acontecido no Chaves
Próxima matéria
Deomar Editora lança revista de atividades da Família Spacial

Mais do É Pop

Menu