Associação reúne estudiosos para aprofundar e difundir pesquisas sobre Moda

A Moda é um dos mais relevantes setores da economia mundial. No Brasil, gera emprego e riqueza e representa 5% do Produto Interno Bruto – PIB.
Com 179 cursos, sendo 126 tecnológicos e 53 de bacharelado, cresce em todo o país o interesse pelo campo da investigação científica em Moda e Design.

image003Desde 2009, a Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda – Abepem (www.abepem.com.br) tornou-se a principal rede no país para reflexão e estímulo do setor. Com sede em Perdizes, zona Oeste de São Paulo, a Abepem é parceira de universidades e institutos de pesquisa nacionais e internacionais. A associação produz e compartilha conhecimentos e estudos na área de Moda para o mercado e para a sociedade por meio dos eventos que realiza, como o Colóquio de Moda.

O encontro internacional — que já está em sua 13ª edição — acontece a cada ano em um Estado brasileiro e reúne, aproximadamente, 1300 congressistas entre associados, gestores, professores e profissionais e alunos, estudantes de diferentes níveis da graduação e alunos de pós-graduação, de mestrado e de doutorado.

A Abepem surgiu após cinco anos da organização do Colóquio de Moda. O grupo de professores — que já vinha realizando o encontro — entendeu que que era possível ampliar o alcance de discussões e de pesquisas na área. “Como professores, entendemos que esta era uma excelente oportunidade de incentivarmos a pesquisa da Moda. Assim, criamos a Abepem, uma instituição sem fins lucrativos”, explica Kathia Castilho, presidente da associação.

Além do Colóquio de Moda — que está consolidado como o maior congresso científico de Moda do Brasil — a Abepem realiza o Fórum Nacional das Escolas de Moda, o Seminário Internacional de Estudos e Pesquisas em Consumo (SIEP Consumo), o Seminário Internacional de Estudos e Pesquisas de Figurino (SIEP Figurino) e Congresso Internacional de Iniciação Científica, o Congresso MoDe – Moda e Design (parceria com a Secretaria de Estado de Pessoas com Deficiência de São Paulo), o Congresso Internacional de Moda e Design (Cimode), evento anual internacional em parceria com a Universidade do Minho, em Portugal além de apoiar e participar do Conselho de outros importantes congressos e eventos.

A Abepem é responsável pela revista acadêmico científica dObra[s] (https://dobras.emnuvens.com.br/dobras) onde são publicados estudos de pesquisadores nacionais e internacionais. A revista é impressa e também está totalmente digitalizada com acesso gratuito. Uma das edições do ano é dedicada à premiação Gilda de Mello e Souza destinada aos melhores artigos, resultados de estudos de mestrado ou doutoramento apresentados nos Grupos de pesquisas de diversas áreas. A publicação, que já acumula 20 edições, é bem conceituada pelo Ministério da Educação (MEC) por meio da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes).

Kathia ressalta que a revista é “um importante meio de acesso e difusão que permite o crescimento científico da Moda e de todas as áreas que com ela se relacionam como o Design, a Comunicação, a História e a Educação, entre outras que refletem também os Programas de Pós Graduação onde objetos de estudos na moda são acolhidos e aceitos”.

Entre as ações da Abepem há também o desenvolvimento e apoio a cursos. Entre os mais recentes, o lançamento da pós-graduação no importante pólo de produção têxtil em Santa Catarina. O curso Ensino de Moda: Didática e Práticas Pedagógicas, lançado pela Fundação Educacional de Brusque – Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE) tem como objetivo contribuir para que os professores possam aprimorar o domínio de habilidades e conhecimento do ensino e de aprendizagem no âmbito da Moda e Design.

Aos sete anos de atuação, a Abepem se estabelece como a principal entidade de incentivo e difusão da produção de conhecimento acadêmico e científico de pesquisas de Moda e Design, promovendo maior interação e relacionamento na área, sobretudo com apoio nacional e internacional entre professores e pesquisadores.

Matéria anterior
ENQUANTO MUITOS DESEJAM OVOS DE PÁSCOA A ATRIZ CATARINA BRAGA CORTA O CHOCOLATE DA SUA DIETA
Próxima matéria
Repórter do Domingão do Faustão, Renata Longaray, faz tratamento para apagar tatuagem

Mais do É Pop

Menu